5 Dicas Para Garantir Longevidade com Saúde

Plano-de-Saúde-Para-Idosos.

Atualmente as pessoas tem vivido cada vez mais. Para se ter uma ideia, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), a expectativa de vida dos brasileiros aumentou para 76,3 anos em 2018.

Contudo, além de viver mais, é importante se cuidar para viver melhor e com saúde! Confira nesse post, 5 dicas para garantir uma longevidade saudável!

1.      Pratique exercícios

Segundo um estudo da The Lancet, o sedentarismo pode matar! O estudo mostra que a falta da prática de um exercício físico, por pelo menos 150 minutos por semana estava relacionado em 2008, a mais de 5 milhões de mortes!

É importante praticar exercícios físicos em todas as fases da vida, fortalecendo cada vez mais esse hábito e não abandonando-o ao chegar a velhice. Além dos benefícios físicos, os exercícios também auxiliam na saúde mental, estimulando o raciocínio e a criatividade!

2.      Durma bem

Você sabia que noites mal dormidas impactam diretamente na sua saúde? Além de prejudicar o metabolismo, não dormir bem aumenta o estresse, o déficit de atenção e favorece o desenvolvimento de hipertensão.

Agora, falando em benefícios, já existem estudos que apontam que a melatonina, o hormônio do sono, pode prevenir o Alzheimer.

Para ter uma boa noite de sono, procure ao menos 1 hora antes, se afastar de equipamento que emitem luz azul como computadores, televisores e principalmente o celular e busque determinar um horário fixo para se deitar todos os dias, assim o hábito será mais efetivo. Procure sempre dormir por mais de 8 horas.

3.      Evite vícios e hábitos ruins

Complementando a dica 1, além de criar bons hábitos de prática de exercícios, você deve eliminar hábitos ruins. Além de evitar o cigarro e as bebidas alcoólicas em excesso, os hábitos ruins vão além disso. É importante evitar também pensar negativamente, se estressar com facilidade e rodear-se de pessoas negativas, pois isso não contribui com sua saúde e bem estar.

Uma boa alternativa para substituir esses hábitos ruins por hábitos bons é a meditação com foco em atenção plena e para isso, você pode usar aplicativos como Insight Timer ou Headspace.

4.      Alimente-se bem

Você com certeza já escutou a frase “Você é o que você come”, não é mesmo? Essa frase é verdadeira, pois a alimentação saudável é imprescindível para garantir a saúde. Mantenha uma dieta rica em nutrientes e alimentos naturais e procure eliminar alimentos processados como enlatados e refrigerantes.

Caso pareça difícil, comece reduzindo aos poucos o consumo desses alimentos prejudiciais, comendo somente aos finais de semana por exemplo, a transição será bem mais efetiva.

5.      Exercite o cérebro

É de suma importância garantir também a manutenção da sua saúde mental: com o passar dos anos o raciocínio pode ficar prejudicado, pois o nosso cérebro é como um músculo, que precisa ser exercitado.

Você pode utilizar diversos métodos para manter seu cérebro em forma, como por exemplo:

– Jogar jogos que exigem estratégia e raciocínio, como o xadrez;

– Realizar cálculos manuais e dispensar a calculadora;

– Mudar a rotina, como por exemplo, alternar o caminho de ida e volta ao trabalho.

Dica Bônus

Para cuidar melhor da sua saúde e garantir qualidade de vida, você pode contar com dois produtos essenciais para qualquer pessoa: o Seguro de Vida e o Plano de Saúde.

O Seguro de Vida garante tranquilidade financeira na ocorrência de eventos de morte e invalidez e atualmente conta com coberturas amplas para diagnóstico de doenças graves e diária de incapacidade temporária.

Já um bom Plano de Saúde, pode oferecer atendimento de urgência e emergência, consultas eletivas e cobertura para cirurgias e internações, inclusive há planos de saúde para idosos como o Medsênior, focado na prevenção de doenças nessa faixa de idade.

Se você gostou dessas dicas, compartilhe com seus amigos!

Leia mais

Planos de Saúde BH
Plano de Saúde

5 Dicas Para Escolher Um Plano de Saúde

Escolher um plano de saúde não é uma tarefa fácil, há várias variantes que você deve levar em consideração como por exemplo acomodação, coparticipação, carências,